Evento marca início das atividades dos Núcleos Estudantis Trimania/FCB.

11 ABR 2018
11 de Abril de 2018

Projeto vai atender 900 crianças, cerca de 55% a mais que em 2017. (Foto: Divulgação)

A Federação Catarinense de Basketball, em parceria com a Trimania, realizou a entrega de equipamentos e materiais de jogo para os 15 Núcleos Estudantis Trimania/FCB. O evento foi realizado na manhã desta terça-feira, 10, no Ginásio Nazareno Cândido, no bairro Ponte do Imaruí, em Palhoça, com a presença dos coordenadores de cada núcleo, dirigentes entre outras autoridades, marcando o início das atividades no ano.

Em 2018, o projeto vai atender 900 crianças, cerca de 55% a mais que em 2017, quando contou com dez núcleos. Foram mantidos oito e criados sete, os quais receberam tabelas, cones, roupas de passeio e de jogo, e banners para a realização de eventos. Além disso, todos os centros atendidos receberam 24 coletes (12 de cada cor) e dez bolas Penalty oficias (quatro no tamanhos 7’5 e seis no tamanho 5’7).

“Os núcleos são as meninas dos olhos da Federação, é um trabalho que a gente realiza há mais de três anos junto com a Trimania e que cuida dessas crianças. Há quem diga que é inclusão social, mas eu prefiro dizer que é inclusão de vida, pois são núcleos estudantis, eles têm que estudar para jogar e dessa forma estamos promovendo oportunidades para todos”, destacou o presidente da FCB, Oscar Archer.

Os Núcleos Estudantis crescem e se fortalece, a cada ano, e em 2018 estarão presentes nos municípios de Florianópolis, Palhoça, Lages, Criciúma, Tubarão, São José e Antônio Carlos. Ao fim da temporada, que vai de abril a outubro, todos os centros participarão de um festival regional com o intuito de trocarem experiências e integrar os participantes.

O gerente comercial da Trimania, Leonardo Schlickmann, esteve no evento e destacou a importância da parceira com a Federação Catarinense de Basketball no desenvolvimento do esporte como ferramenta social.

“Para nós é um prazer continuar realizando essas ações sociais, ajudando todas essas famílias e mudando a vida de cada criança em horários que eles estariam desocupados, mas estão praticando o esporte. É um trabalho lindo de se ver e vamos em frente”, comentou Schlickmann.

Fonte: FCB

Voltar

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.