Chape empata antes da final.

01 ABR 2018
01 de Abril de 2018

Verdão saiu atrás do marcador mais buscou o empate. Agora o foco é na decisão diante do Figueirense.(Foto: Foto: GE / NSC)

Em um jogo que nada valia, a Chapecoense enfrentou o Avaí, na tarde de domingo (1) na Ressacada, com um time bem modificado. É que o time já estava classificado para a final do Campeonato Catarinense com três rodadas de antecedência e no último meio de semana garantiu a decisão em partida única para a Arena Condá. Ou seja, entrou em campo apenas para cumprir tabela. O mesmo ocorreu com o outro finalista, que no sábado (31) venceu o Concórdia, no Oeste, por três a zero.

Uma atração na tarde de domingo era a arbitragem feminina. Charly Wendy Straub Deretti foi escalada, ao lado de Maira Americano Labes e Elen Carolin Portal Sieglitz. A última vez que um trio feminino apitou um jogo do campeonato estadual, divisão principal, havia sido em 2004.

A primeira boa oportunidade foi da Chapecoense, quando Betão dominou mal e Júnior Santos aproveitou, mas o zagueiro do Avaí, se recuperando, salvou quase sobre da linha. Mas foi o time da casa que abriu o marcador. Luanzinho fez a jogada e passou para Getúlio, que de bico tocou na saída de Ivan.

A Chape sofria com a falta de entrosamento. O Verdão foi ter uma boa chance aos 34 minutos, quando Vinícius Freitas cobrou escanteio, Douglas concluiu de cabeça e, no rebote, Júnior Santos assustou.

O empate aconteceu aos 37 minutos. Vinícius Freitas cobrou escanteio e o zagueiro Douglas mandou de cabeça, no canto de Rubinho. A essa altura era o placar mais justo. O primeiro tempo terminou empato em 1 a 1.

Os treinadores não fizeram alterações no intervalo. Logo nos primeiros minutos da etapa complementar, Marquinhos cobrou falta e a bola foi no travessão de Ivan. Era o Leão da Ilha querendo o gol. Quando mexeu, Gilson Kleina fez em dose dupla, tirando Alan e Bruno Silva, colocando Apodi e Arthur Caike.

O segundo tempo seguia sem grandes emoções. E aos 32 minutos, Rafinha dominou dentro da área e cruzou para a conclusão de cabecear, que colocou o Avaí de novo à frente no placar.

A Chapecoense quase empatou aos 36 minutos finais. Vinícius chutou e a bola foi nas duas traves. Lance inusitado e o Avaí ainda na frente. Porém, aos 42 minutos, o mesmo Vinícius bateu da entrada da área e fez o gol. Dois a dois no placar. Esse foi o resultado final.

Esses foram os resultados da última rodada da fase classificação:

Concórdia 0x3 Figueirense

Avaí 2×2 Chape

Busque 1×1 Inter

Tubarão 3×0 Joinville

Criciúma 1×0 Hercílio Luz

Chapecoense e Figueirense decidem o título da partida única do dia 8 de abril, enquanto que o Inter de Lages se juntou ao Concórdia como rebaixado para a Série B de 2019.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Chapecoense (41)

Figueirense (36)

Tubarão (26)

Criciúma (26)

Joinville (24)

Avaí (24)

Brusque (20)

Hercílio Luz (17)     Saldo -7

Inter de Lages (17) Saldo -9

Concórdia (13)

 FICHA TÉCNICA

Avaí: 16)Rubinho 98)Guga 4)Fagner Alemão 3)Betão 90)João Paulo 5)Luan 55)Marcinho 10)Marquinhos (Bryan) 21)Luanzinho (Rafinha) 9)Rômulo 99)Getúlio (Beltrán) Técnico – Claudinei Oliveira

Chapecoense:26)Ivan 31)Kendy 23)Douglas 21)Luiz Otávio 17)Vinícius Freitas 15)Márcio Araújo 28)Alan (Apodi) 10)Nenén (Bruno) 39)Junior Santos 29)Bruno Silva (Arthur Caike) 19)Vinícius Técnico – Gilson Kleina

Arbitragem: Charly Wendy Straub Deretti, auxiliada por Maira Americano Labes e Elen Carolin Portal Sieglitz

Cartões amarelos: Luan, Luanzinho (Avaí); Vinícius Freitas (Chap)

Estádio: Ressacada, em Florianópolis

Horário: 16h (Domingo, dia 1/04/18)

Público: 1.420

Renda: R$ 22.790

Fonte: Rádio Chapecó

Voltar

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.