Chape está na final do Catarinense!

22 MAR 2018
22 de Março de 2018

Classificação, com três rodadas de antecedência, veio após vitória sobre o Hercílio Luz.

A Chapecoense entrou em campo na noite de quarta-feira (21) para enfrentar o único time que a venceu no Campeonato Catarinense, o Hercílio Luz de Tubarão. Mas, no turno a Chape ainda estava envolvida com a Libertadores da América e atuou com um time misto.

Na noite de quarta, a história era diferente. E valia vaga antecipada para a final, de forma matemática, restando ainda outras três rodadas para encerrar a fase de classificação.

O jogo começou, mas não era bom. Durante quase todo o primeiro tempo o Verdão praticamente nada fez de produtivo. O zero a zero se arrastava e não empolgava. O melhor estava guardado para o fim da primeira etapa, os 45 minutos, quando Bruno Pacheco cruzou e Elicarlos marcou. Gol da Chapecoense. Com esse um a zero as equipes foram para o intervalo.

O segundo tempo começou um pouco melhor. No intervalo, Lucão entrou no lugar do amarelado Tiago Pará, que está suspenso da próxima partida pelo terceiro cartão. Na Chape, a primeira alteração ocorreu aos 15 minutos, quando Osman Junior sentiu a coxa direita e deu lugar a Vinícius, que entrava pela primeira vez na equipe de Gilson Kleina. Elicarlos foi o segundo a deixar o gramado, para o retorno de Canteros após tratamento de lesão.

O Verdão ampliou o marcador após pênalti marcado aos 34 minutos, quando Guilherme invadiu a área e sofreu a falta. Wellington Paulista cobrou e fez o seu quinto gol no campeonato.

Poucos minutos depois, o artilheiro WP9 deu lugar ao camisa 300, Nenén, em alusão ao 300º jogo com a camisa da Chape. O número foi oficializado pelo clube onde o jogador é recordista em atuações.

O jogo terminou com a vitória por dois a zero e a Chapecoense na decisão, de forma antecipada, faltando ainda três rodadas. Agora é preciso manter a ponta e trazer a final para Chapecó.

No domingo, dia 25, a Chape joga em Brusque, pela 16ª rodada. Depois terá, na sequência, Figueirense e Avaí, para fechar a fase.

Chapecoense: 93)Jandrei 2)Eduardo 22)Nery Bareiro 3)Rafael Thyere 6)Bruno Pacheco 55)Amaral 15)Márcio Araújo 86)Elicarlos (Canteros) 77)Osman Junior (Vinícius) 7)Guilherme 9)Wellington Paulista (Nenén) Técnico – Gilson Kleina

Hercílio Luz: 1)Lucas Alves 2)Pablo 3)Cleber 4)Sílvio 6)Maurício Tomazi (Levi) 5)Gilton 8)Rudnei 7)Lucas Mota 100)Bruninho 11)Moisés (Maurício Brito) 99)Tiago Pará (Lucão) Técnico – Nazareno Silva

Arbitragem: Fernando Henrique de Medeiros Miranda, auxiliado por Henrique Neu Ribeiro e Luis Gustavo Ferreira de Souza

Cartões amarelos: Tiago Pará (Herc); Osman-3º, W. Paulista-3º (Chap)

Estádio: Arena Condá, em Chapecó

Horário: 19h30m (Quarta-feira, dia 21/03/18)

Público: 6.144

Renda: R$ 92.765

Fonte: Rádio Chapecó

Voltar

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.